quinta-feira, 2 de julho de 2015

SINAIS DO FIM PARTE 80 - Últimos eventos junho / julho 2015



Cientistas revelam risco de "tsunami mortal" por asteroides

no Unido está entre os países sob risco de devastação pelo chamado “tsunami de asteroide” que poderia matar milhares de pessoas que vivem nas costas, segundo informaram cientistas da Universidade de Southampton nesta terça-feira, data em que é celebrado o Dia do Asteroide. As informações são do The Mirror.
 Foto: The Mirror / Reprodução
Cientistas britânicos revelam risco de “tsunami de asteroides”
Foto: The Mirror / Reprodução
O time de pesquisadores britânicos desenvolveu uma ferramenta que pode prever onde os asteroides poderiam cair na Terra e qual o impacto que isso poderia ter. Há milhões de asteroides no sistema solar, porém somente 13 mil foram descobertos – e 500 deles têm potencial de atingir o planeta.
No entanto, se um deles batesse na Terra, teria o potencial de acabar com todo o Reino Unido, por exemplo. Mas, o impacto em si não é o único problema causado por asteroides, já que os tsunamis poderiam destruir completamente cidades litorâneas de todo o mundo (no caso do impacto do objeto com os oceanos).
 Foto: The Mirror / Reprodução
O Reino Unido está entre os países sob risco de devastação pelo chamado “tsunami de asteroide” que poderia matar milhares de pessoas que vivem nas costas
Foto: The Mirror / Reprodução
A ferramenta chamada “Armor” calcula os danos e as probabilidades e tem como objetivo ajudar organizações como a ONU a criar planos de ação. “É fácil ser leviano devido ao efeito de Hollywood, mas é um risco real”, explicou o cientista Hugh Lewis, professor de Engenharia Aeroespacial da Universidade de Southampton.
“Este novo software não só nos permite ver onde um impacto é provável, mas também simula o que aconteceria se tentássemos desviá-lo, por exemplo, usando uma nave espacial para dar-lhe um ‘empurrão’ no espaço”, completou.
O último grande asteroide que atingiu a Terra foi o ‘Tunguska’, em 1908. Ele se chocou contra o planeta com a força de mil bombas atômicas e destruiu uma área de 2.149.690km².
O Dia Mundial do Asteroide (30 de junho) recebeu o apoio de mais de 100 cientistas e tem como objetivo aumentar a conscientização sobre a importância de monFofonteneiramento
[

terça-feira, 30 de junho de 2015

Brasil! Eta espinheira danada


Fonte: adriana abadia guimarães de carvalho

Espinheira

Duduca e Dalvan

Eta espinheira danada Que pobre atravessa pra sobreviver Vive com a carga nas costas E as dores que sente não pode dizer Sonha com as belas promessas De gente importante que tem ao redor Quando entrar o fulano Sair o ciclano será bem melhor Mas entra ano e sai ano E o tal de fulano ainda é pior Esse é meu cotidiano Mais eu não me dano pois Deus é maior O mundo não acaba aqui O mundo ainda está de pé Enquanto Deus me der a vida Levarei comigo esperança e fé! Eta que gente danada Que esquece de vez a palavra cristã Ah, eu queria só ver Se Deus se zangasse e voltasse amanhã Seria um Deus nos acuda Um monte de Judas querendo perdão Com tanta gente graúda Implorando ajuda com a Bíblia na mão Mas a esperança é miúda E a coisa não muda não tem solução Nem tudo que a gente estuda Se agarra e se gruda, arrebenta no chão

O sistema do planeta terra está desequilibrado?

terra_392ONU : O planeta Terra prepara a humanidade para o Apocalipse !



A Natureza não se defende : ela “se vinga” !

O Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima, sob os auspícios das Nações Unidas, decidiu colocar um fim ao debate sobre o aquecimento global. Os climatologistas disseram  : “…a temperatura da Terra aumentou realmente. O problema é que tais mudanças levam a desequilibrar todo o sistema do planeta”.
Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima, sob os auspícios das Nações Unidas, emitiu um relatório perturbador, que alertou para as consequências do esquecimento  sobre o problema do aquecimento global. Trata-se, de acordo com o grupo de peritos,  do impacto mais significativo sobre a situação na terra e nos oceanos. Em caso de aquecimento adicional a falta de procedimentos terá graves consequências, até a completa destruição de uma civilização na virada do século XXII.
Deve notar-se que o Grupo Intergovernamental  foi criado em 1988 por duas agências das Nações Unidas: a Organização Meteorológica Mundial e o Programa das Nações Unidas para o Ambiente. O grupo é um dos que tem mais autoridade no mundo no campo da climatologia. A contribuição deste grupo para a ciência é inestimável.
Segundo especialistas da ONU e ansiedade é compreensível: o fato é que agora,  por causa do aquecimento global gradual (! Por agora – lentamente) estão derretendo as calotas de gelo nos polos, e  o colapso do gelo no Ártico (! Marinheiros polares têm pessoalmente visto isto), a diminuição das reservas de água doce, freqüentes períodos de temperaturas do ar anormalmente altos, alguns seres vivos  estão morrendo em silêncio nos recifes de coral.
O nível do mar sobe, e a água está se tornando mais ácida por causa de dióxido de carbono dissolvido, que é liberado na atmosfera como parte de emissões automotivas e industriais. Como resultado, alguns organismos marinhos têm problemas com a desaceleração do crescimento, enquanto outros simplesmente morrem. Em geral, a lista de “pecados” é grande nesse aquecimento.
É que, de acordo com a esmagadora maioria dos cientistas do clima, é apenas o começo, das mais graves consequências para todo o planeta. Mas o que dizer, por exemplo, do tão falado-Protocolo de Kyoto, nos termos do qual os países signatários (os  mais avançados  tecnicamente), comprometem-se a reduzir as emissões?
No que diz respeito ao tratado de Kyoto não está mais na moda falar dele. 2012 foi o último ano de suas ações, de modo que ele parece ter acabado, e agora são todos falam que ele deu ou não deu. Então, vamos esquecer o passado,…” disse a Pravda Ru o  Doutor em Ciências Físicas e Matemática, vice-diretor do Instituto de Física Atmosférica  Obukhov RAS Alexander Ginzburg. – “ …no final do ano passado foi  publicado o  Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamentalonde todos esses resultados foram anunciados, e agora eu realmente não eu sei se essa história  terá qualquer sequela real.”
Para os primeiros 10-12 anos os métodos no século XXI  foram  estabelecidos métodos de  como se adaptar ao aquecimento global. Este é mais ou menos claro, mas temos de estar alerta para a possibilidade de que os  eventos extremos estão aumentando, e isso é uma conseqüência direta do aquecimento global, e este em particular não foi  sequer discutido. O fato de que no final do início do século XX e início do século  XXI, o clima da Terra foi alterado, – obviamente. As consequências  do aquecimento do clima são eventos extremos mais frequentes mas é impossível prever, mas para tais eventos deveremos  estar prontos.
Como evitar as conseqüências do aquecimento? Nada a fazer. Na pior das hipóteses, só precisamos  não interferir com a Natureza. Nós precisamos nos  comportar como seres humanos, não queimar combustível mais do que é necessário para se envolver na conservação de energia. Isso é bom de todos os ângulos. Para a economia, bom para a conservação dos recursos e do clima. Isto é, se você se comportar como ser humano, e pensar que vamos deixar para a próxima geração, será mais fácil!
Membro da Câmara Pública da Russia Sergey Markov disse ao Pravda.Ru sobre a ameaça climática e do Protocolo de Kyoto da seguinte forma:
Tudo é muito simples. Nós assinamos o tratado, aqueles que têm pouca indústria, mas não assinaram aqueles com grande indústria. Eu acho, porque é o custo da  indústria que polui, é uma indústria muito poderosa requer investimento adicional, e os principais países industrializados se recusaram a assiná-lo. Isto porque o Protocolo de Kyoto é apenas ligado diretamente às emissões de gases com efeito de estufa, mas, estritamente falando, não é exatamente provado que o aquecimento depende dele.
Muitos acreditam que este é apenas um aquecimento cíclico, é um procedimento natural  da esfera biogeologica da Terra. Mas, por outro lado, o Protocolo de Kyoto é exatamente positivo em outro sentido – é não só contra o aquecendo-é também  contra a poluição e se destina a  combater esta poluição de qualquer forma necessária “.
Veja também:  Os ambientalistas estão se preparando para substituir o Protocolo de Kyoto, por  um novo acordo internacional
“A mudança climática global é acompanhada por um aumento e força dos vários eventos climáticos e meteorológicos, – disse o diretor do Instituto de Problemas de água da Academia Russa de Ciências Viktor Danilov-  em entrevista ao Pravda Ru. -. Ele tem sido conhecido por um longo tempo, eu ainda escreveu em 2001 que a mudança climática global -. consequência de desequilíbrio do sistema do clima da Terra .
Mas surpreende, alguns comentaristas  e jornalistas que, em qualquer tempo frio local, comecem a falar sobre o fato de que não há aquecimento global. É apenas difícil de explicar para todos entenderm. O aquecimento global não é uniforme ou monótono, há pausas, até mesmo algum movimento retrógrado, e, claro, em diferentes territórios, que se manifesta de diferentes maneiras: em algum lugar é mais rápido (em altas latitudes), em algum lugar mais lento (especialmente ), na zona equatorial.
Aqueles que prepararam o Protocolo de Kyoto em 1997, estavam bem cientes de que as medidas são insuficientes para ter um impacto significativo sobre a mudança climática global”, disse Viktor Danilov-. “Todos compreenderam que esta é apenas uma tentativa de organizar a comunidade internacional para implementar as medidas necessárias.”
Em geral, se a mudança climática vai seguir o cenário do pior caso, acha-se que a humanidade não vai encontrar a solução..
Fonte: Pravda.Ru
Via: http://www.atahtiamat.com.br/ecologia/onu-o-planeta-terra-prepara-a-humanidade-para-o-apocalipse/

O Fim da educação? Professor usa guarda-chuva em sala de aula de escola do RJ - Fonte: twitter.com

Postagens populares